Realizadas novas demolições de construções irregulares nos bairros Ingleses e Rio Vermelho

Construções de prédios sem alvará sofreram demolição parcial nos últimos 3 dias

Fotos: divulgação PMF

Fotos: divulgação PMF

Nos últimos três dias, a Prefeitura de Florianópolis, por meio da equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, realizou novas operações de fiscalização e demolição nos Ingleses e no Rio Vermelho, no Norte da Ilha.


Nesta terça-feira, foi realizada a demolição parcial de um prédio de três andares na Servidão Portugália, nos Ingleses. Já monitorada e embargada pelo Município há algumas semanas, a obra estava em reta final, sem alvará de licença e sem projeto aprovado pelo Município. Foram quebrados azulejos, paredes e estruturas menores, e a energia elétrica foi cortada. A operação envolveu DEIC, SMDU, Guarda Municipal e Polícia Militar.


Também no início dessa semana, outra operação de demolição sumária em uma obra irregular foi realizada na Servidão João Damas Marques, no Rio Vermelho. Com o apoio da Polícia Militar e Guarda Municipal, foi demolido um prédio três andares. Também sem alvará de licença e projeto aprovado, a demolição iniciou na segunda-feira e continuou na terça. Foram quebradas paredes e estruturas menores, e também foram retiradas madeiras e outras ferramentas da obra.


Na sexta-feira, a fiscalização foi à Servidão Maringá, no Rio Vermelho, atuar contra uma ação de Parcelamento Irregular do Solo. Foram retiradas estacas de madeira que estavam fazendo a divisão do terreno.


Quem paga os custos da demolição?

Segundo apuração do Portal Norte da Ilha, o município contrata o serviço e os custo total da demolição e da retirada dos entulhos somam-se as dívidas do proprietário junto ao município, incluindo as multas.

O Município de Florianópolis reforça para a população que deseja negociar um imóvel, que se certifiquem da idoneidade da pessoa com a qual estão negociando, além de verificar se o empreendimento possui alvará de construção, habite-se e demais autorizações dos órgãos ambientais.


A Prefeitura ressalta também que o apoio da população é fundamental para denunciar casos de obras irregulares. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (48) 32514942 ou pelos e-mails [email protected] e [email protected]