Florianópolis perde turistas ao ficar de fora da rota dos cruzeiros

Confira este e outros assuntos na coluna de Moacir Oliveira

O MSC Preziosa aportou aqui em 2018

O MSC Preziosa aportou aqui em 2018

A temporada de cruzeiros começou no país e Florianópolis ficou de fora novamente. A capital catarinense perde para cidades menores como Itajaí, Balneário Camboriú e Porto Belo, que irão receber escalas de transatlânticos em 2019/2020. São milhares de turistas com os bolsos cheios que deixam de visitar a "Ilha da Magia".

Vexame

Em março de 2018 a prefeitura de Florianópolis iludiu a MSC Cruzeiros com muitas promessas, e fez a companhia trazer para cá o MSC Preziosa, o maior navio daquela temporada. Foi um fiasco total. Uma escala desastrosa em Canasvieiras, sem estrutura, pouco planejamento, que resultou em um trauma para a empresa e em uma grande frustração para os turistas. Foi o chamado marketing negativo.

Para fazer uma nova tentativa, que tal fazer uma aulinhas com Balneário Camboriú? A cidade vai ganhar um terminal de cruzeiros dos mais modernos do país. Temos que ter humildade em aprender, certo?

Céus coloridos

As aves Guarás que pairam sobre os mangues de Florianópolis ganharam destaque nacional e internacional. Uma bela imagem que atraiu a atenção dos apaixonados por aves de todo o mundo. A dúvida é saber se a os pássaros vão se manter por aqui ou apenas dar uma passadinha rápida. O que sabemos é que nossos mangues não oferecem condições ideais, pois sofrem com a poluição incessante. O fato é que este colorido deixou nossa Ilha ainda mais exuberante.

Caos a vista

A temporada de verão se aproxima e o trânsito vai ser um dos maiores problemas para os moradores e turistas do Norte da Ilha. Em Ingleses, as obras da Casan e da Prefeitura na Estrada Dário Manoel Cardoso não tem prazo para terminarem. Com a via totalmente intransitável, o fluxo se concentra na João Gualberto Soares e Graciliano Manoel Gomes. Com a chegada dos turistas a mobilidade deve travar o trânsito do bairro. A obra é um "mal" necessário, o que chateia é a morosidade, lá se vão quase dois anos.

Chuveiros públicos

Concordo com a cobrança para uso de chuveiros nas praias. Uma moedinha que seja. A água que recebemos em casa é paga, e porque na rua não seria? Além disso, as pessoas precisam aprender a dar valor a este liquido precioso. Tudo que é de graça não tem valor. Já os banheiros públicos devem ser gratuitos e acessíveis.

O ilusionismo eleitoral

Impressionante como em ano de véspera de eleições alguns prefeitos resolvem mostrar trabalho. É rua pavimentada para todos os lados, obras aqui, ali, tudo para dar ao eleitor a falsa sensação de que está tudo "mil maravilhas". Tem mutirão aos fins de semana, e até nos feriados. Como são trabalhadores, não? Quanta eficiência! Muitas vezes tratam-se de obras ocas, feitas às pressas, mal planejadas e de baixo impacto. Ao eleitor desatento esta ilusão brilha aos olhos.